sexta-feira, 9 de março de 2012

Someone Like You - Capítulo 18

  Chegando na festa, Chaz saiu do carro e foi logo entrando. Louco mesmo, Alfredo saiu e abriu a porta, então Ryan e Chris saíram do carro e Caitlin e eu saímos depois. Justin foi estacionar o carro. Tinha algumas bitches na festa, e o Chaz foi logo pedindo pra ficar com elas. Fiquei o tempo inteiro do lado da Caitlin, tava me sentindo uma criança com fobia. Tinha muita gente se agarrando e bebendo também, o DJ tava horrivel, que merda de festa era aquela? Por isso que o Alfredo ganhou cortesias, porque a festa era terrivel. Uns caras ficaram frescando com a nossa cara, e um tentou até pegar na minha bunda. Pode?! Aquilo parecia um baile funk. Decidi sentar em uma mesa que tinha lá com a Cait, fiquei procurando os meninos e só vi eles dançando com as bitches super atiradas. Fiquei nervosa procurando o Justin, será que ele estava também com aquelas vadias? Tá, eu nem sabia explicar o porque de está pensando nisso. Eu e Cait continuamos a conversar. De repente um garoto chega e fala.
-XxXxX: Caitlin.
  O menino era bonitinho, mas não dava direito pra enxergar seu rosto.
-Caitlin: AAAAAH, Oi Josh.
  Caitlin deu um forte abraço nele, e percebi que ela estava nervosa.
-Caitlin: Nem acredito que você tá aqui.
-Josh: Estudamos na mesma escola e eu esqueci de te contar que ia vir pra cá. Foi mal (risos)
-Caitlin: Eu só não avisei porque eu decidi de última hora. Um amigo ganhou cortesias.
-Josh: Essa festa não tá muito boa, mas com você aqui melhorou.
-Caitlin: Owwh, seu lindo.
-Josh: (começou a tocar Don't Stop The Party) Adorooo essa música, bora dançar?
-Caitlin: Claro. Ah pera, essa é a minha amiga, (Seu Nome) - Josh, Josh - (Seu Nome)
-Eu: Prazer, Josh.
-Josh: Prazer é todo meu.
-Caitlin: Então se incomoda se eu for dançar com ele.
-Eu: Não que isso, aproveitem.
-Caitlin: Ok, vamos?
-Josh: Vamos.
  Certo, primeiro lugar, eu fiquei totalmente na merda, a Caitlin demonstrava gostar muito dele, então por que se incomodar. Segundo, os meninos tinham me deixado totalmente na merda². O garçom passou e peguei um copo de refri, para tentar me acalmar, bebi um pouco e coloquei na mesinha. De repente sinto uma pessoa me beijando no pescoço, me arrepiei toda. Quando me virei, era o Justin.
-Eu: Tá legal Justin, tirou esse dia pra me matar né?!
-Justin: Por que? Só foi um sustinho.
-Eu: Ok (risinhos). Então.. por que não vai curtir?
-Justin: Não sem você. Por que tá aqui super isolada?
-Eu: Não sei, os meninos estão com as bit.. enfim, e a Caitlin foi dançar com um amigo.
-Justin: Sei, então quer dançar?
-Eu: Tá.
-Justin: Só um minuto, volto já.
  Não se vá Biebs, não me deixe na merda. Virei-me e fiquei observando pra onde ele ia. Justin foi até o DJ e cochichou alguma coisa no ouvido dele. Fiquei curiosa, claro. O DJ pegou uma câmera dele e foi logo tirando foto com o Bieber. Assim que o Justin saiu do local onde estava o DJ, ele veio em direção a mim. E o DJ avisou que ia colocar algumas músicas mais lentas, porque o pessoal tava pedindo. Certo, certo. O Justin foi até o carinha lá pra pedir música mais lenta. Calma, respira. Começou a tocar ''Because Of You'' do Ne-yo. Então o Justin veio até mim e ergueu sua mão. Peguei na sua mão, que estava muito fria e suada (bom ou mal sinal?) e me levantei. Então ele pegou na minha cintura e fomos andando até encontrar um lugar para dançar. Os casais que estavam ficando, logo começaram a se beijar de novo. Tava carregando uma tocha olímpica naquela festa. Justin parou, e me olhou nos olhos. Abraçou minha cintura, e eu abracei seu pescoço. Começamos a dançar lentamente. De repente lembrei-me do Lucas. Mas eu estava com o Bieber, então esqueci dele. Justin sussurrou no meu ouvido.
-Justin: Sabe, desde que você chegou aqui, meu mundo melhorou.
  Gelei, meu coração estava a mil, podia sentir o cheiro dele, a respiração dele, tudo estava sintonizado. Eu não conseguia pensar em mais nada, sussurrei no seu ouvido.
-Eu: O meu mundo é você.
  Não sei como tive coragem de falar aquilo, então consegui responder minha própria pergunta, sim, eu estava amando o Justin. Minha vontade de beijá-lo, aumentava cada vez mais. Ele sorriu pra mim, me olhou profundamente nos olhos, colocou a mão na minha face, e seu rosto estava se aproximando do meu. Fiz a mesma coisa, tinha certeza de que era aquilo que eu queria. Encostamos nossas testas, e ficamos um olhando no olho do outro. Seus olhos, faziam suspirar cada vez mais. Senti sua boca na minha e damos um inicio a um lindo beijo, apaixonado. 


  Ele beijava muito bem, e era muito carinhoso. Para mim o tempo havia parado. Só conseguia pensar em uma única coisa, nele. Somente isso. Meu mundo parou, era como meus problemas tivessem todos ido embora. Meu coração batia muito forte, nunca senti isso por nenhum cara. Paramos o beijo entre selinhos e sorrisos. Quando abri os olhos, vi aquele sorriso lindo dele. Abracei-o mais forte e ficamos dançando lentamente de acordo com a música. Passamos um bom tempo abraçados, quando o Chaz chega e dá um susto na gente.
-Chaz: HEEEEY, novo casalzinho né?! Uhu
-Justin: Vai ficar com aquelas vacas, e me deixa ficar com a (Seu Nome).
-Chaz: Aff cara. Nem sabe, já peguei 10 até agora.
-Justin: Não sei como aguenta ficar com meninas otárias.
-Chaz: Curtição cara. To indo ali, porque passou uma gatinha muito linda.
-Justin: Vai lá.
  Chaz era burro mesmo, e o Justin me encantava cada vez mais. Ele não ficava com qualquer uma, isso é um bom sinal.
-Justin: Ér.. sabe..
-Eu: O que?
-Justin: É que..
  Beijei-o novamente, dessa vez o beijo foi mais intenso, estava muito bom. Paramos o beijo novamente com selinhos.
-Justin: Posso falar agora?!
-Eu: Pode.
-Justin: Coloquei muito perfume, escovei meus dentes com pasta de menta e vim com uma cueca roxa.
  Sério não aguentei, comecei a rir muito alto. O Justin além de tudo, tudo mesmo, me fazia rir. Cara, ele me encanta.
-Eu: Nã..Não acredito. (disse entre risos).
-Justin: É sério. Cheira meu pescoço.
  Cheirei seu pescoço, o perfume dele era muito bom. Dei um beijo e o Justin ficou todo arrepiado.
-Justin: Fiquei arrepiado agora.
-Eu: Por que? Gostou?
-Justin: Claro, agora como você vai sentir o gosto de menta.
-Eu: Simples.
  Ele pensou na mesma coisa que eu, e começamos a nos beijar. É, sua boca tinha mesmo gosto de menta, quando paramos o beijo, disse:
-Eu: É menta mesmo, e está delicioso.
-Justin: Você beija bem.
-Eu: Você beija mais.
-Justin: E agora, só falta a cueca.
-Eu: Mostra, mas não precisa abaixar a calça toda.
-Justin: Claro, aqui.
-Eu: Roxa mesmo, fez tudo que eu gosto por que?
-Justin: Ainda não percebeu?
-Eu: O que?
-Justin: Eu te amo.
  Aquelas simples três palavras, mudaram o meu dia completamente. Fiquei apenas encarando ele. Começou a tocar uma música dele, One Less Lonely Girl. Ele olhou para trás e deu uma piscadinha pro DJ. De repente caiu uma chuva de papel picado, ele olhou para cima, e eu continuei admirando seu rosto.



  Depois ele olhou pra mim e sorriu de novo. Eu não podia estar melhor. Abracei ele, e ficamos um colado no outro.

Justin se afastou um pouco, me olhou nos olhos novamente, colocou sua mão no meu rosto. 



E demos inicio a mais um beijo lento e apaixonado.


  Nunca vou esquecer daquele dia, e daqueles beijos, foram os primeiros que tive com ele, e com certeza foram os melhores de toda a minha vida. Paramos o beijo, só por causa do Chaz e Ryan que começaram a gritar ''tão namorando, tão namorando''. Fala sério que infantil, se fosse por isso eu tinha gritado mais de 10 vezes pro Chaz e suas bitches ''tão namorando''.
-Eu: Aff, vocês nem respeitam a privacidade das pessoas.
-Chaz: Já vi vocês se agarrando umas 10 vezes em menos de 30 minutos, que fôlego.
-Justin: Na verdade foram 4 vezes.
-Chaz: E ele ainda conta.
-Justin: Claro que sim, a (Seu Nome) é especial. 
  Justin me agarrou pela cintura e me deu um beijo muito quente. Ele beijava bem, muito bem. Só ouvi os meninos dizendo ''cara, tamo segurando tanta vela''. Não aguentei, e comecei a rir, Justin também.
-Eu: Vocês são bestas.
-Ryan: Besta nada, a gente só não quer segurar vela. 
-Eu: Mesmo assim.
-Ryan: Olha ali cara, a Caitlin. (risos)
-Chaz: Coitado do menino.
-Eu: Coitado nada, ele se deu bem. E ela gosta muito dele.
-Chaz: Dessa chata, duvido muito.
-Eu: Chaz, a Cait não é chata.
-Chaz: É porque você não conhece ela a muito tempo.
-Eu: To começando a achar que você gosta dela.
-Chaz: Eu gostando dela? Haha, só se eu tivesse louco.
-Eu: Ah é Chaz. Você é louco, então você gosta dela.
-Chaz: Só no dia que eu for pra um hospício.
-Eu: O que não vai demorar muito pra você ir pra um.
  Justin e Ryan começaram a rir. Justin ficou abraçado comigo por trás, e continuamos a conversar com os dois. 
-Eu: Cadê o Alfredo?
-Justin: Deve tá com alguém.
-Eu: Meninos, vocês viram o Chris?
-Chaz: Por que você quer saber?
-Eu: Vai pra merda, só fiz uma pergunta.
-Chaz: Eu não sei onde ele tá, mas eu acho que eu vi ele ficando com uma menina.
-Ryan: Hoje tá todo mundo ficando com alguém.
-Eu: Ficou com ninguém não, foi Ryan?
-Ryan: Fiquei só com uma.
-Chaz: Owwwwh, as meninas deram fora né?!
-Ryan: Cara só igual a ti não.
-Justin: Caraca são 23 horas, minha mãe pediu que eu voltasse às 23:30.
-Chaz: Então bora né?!
-Ryan: Sim, vai chamar o Chris.
-Chaz: Eu não, vai tu.
-Eu: Vou chamar a Caitlin e vocês chamam o Chris e o Alfredo.
-Justin: Vou procurar o Alfredo.
-Ryan: Vamo lá Chaz chamar o Chris.
-Chaz: Fazer o que né.
   Fui chamar a Caitlin, mas bem na hora, ela e o Josh começaram a se beijar. Legal. Esperei eles terminarem, e a Caitlin notou que eu estava lá.
-Caitlin: Oi (Seu Nome), aconteceu alguma coisa?
-Eu: É que.. o Justin já tá indo pra casa.
-Caitlin: Merda, vou ter que ir.
-Josh: Aff Cait, quer que eu te deixe em casa depois?
-Caitlin: Sério?
-Josh: Claro, eu te levo. Assim você pode curtir mais.
-Eu: Ok, então. Tchau Caitlin (abraçando) e tchau Josh (abraçando)
-Josh: Tchau
-Caitlin: Tchau, e avisa pro Chris que é pra ele dizer pra mãe que eu não vou chegar muito tarde.
-Eu: Tá.
  Mal eu saí e eles voltaram a se beijar, que coisa mais legal. Quando voltei Chris estava meio bêbado. Era só o que faltava.
-Eu: Que foi?
-Justin: Esse merda foi beber.
-Eu: Calma, a gente tem que dar algum jeito.
-Ryan: Cadê a Caitlin?
-Eu: Ela vai com o Josh depois. E pediu que o Chris dissesse pra mãe dele que ela não vai chegar muito tarde. Mas pelo visto né?!
-Chris: Cadê a gataaa??
-Justin: Merecemos isso. 
-Alfredo: Oi gente.
-Eu: Onde é que tu tava?
-Alfredo: Por aí.
-Eu: Tá.
-Justin: Bora gente.
-Chaz: Quem vai levar ele? (apontando pro Chris)
-Ryan: É, quem vai levar o Chris?
-Eu: Vocês dois.
-Chris: Eu see.. me vi.. (caí no chão)
-Justin: Agora pronto.
-Alfredo: Justin, segura naquele braço, que eu seguro nesse.
-Justin: Tá.
  Fiquei só observando a cena, que coisa linda. Ninguém estava bêbado, só o Chris, otário. Ele mal conseguia falar direito. Quero saber qual vai ser a reação da mãe dele quando chegar em casa. Finalmente, Alfredo e Justin conseguiram segurar ele, e saímos daquele lugar. Chaz abriu o carro, e mandou Ryan e eu entrar. Entramos e então, colocaram o Chris e depois o Alfredo entrou. Chaz foi na frente com o Justin. Chris não aguentou e acabou dormindo em cima de mim e do Alfredo (--'). Tava louca pra chegar em casa. Passou-se uns 15 minutos e chegamos finalmente. Ryan saiu logo, e foi pra sua casa. Muito bem, ele é um ótimo amigo, nem pra se despedir.
-Alfredo: E agora, o que a gente faz?
-Justin: Não posso levar ele pra minha casa. (olhando pro Chaz)
-Chaz: Nem olha pra mim, também não posso. (olhando pra mim)
-Eu: Por que estão olhando pra mim? 
-Chaz: Você não tá morando com seus pais, e tá sozinha. É melhor você ficar com ele.
-Eu: Maaas. (pensei bem, e deixei) Tá, ele vai ficar no quarto de visitas.
-Justin: To gostando nada disso, ainda preferia que ele ficasse com o Chaz.
-Eu: Não se preocupa Biebs, não vai acontecer nada (disse dando um selinho nele).
-Justin: Assim espero.
-Chaz: Segurando vela de novo.. Depois vocês dizem que não tem nada.
-Alfredo: Vocês ficaram?
  Nem o Justin, nem eu respondemos. 
-Chaz: Ficaram sim, eles tão com vergonha.
-Eu: Para Chaz, agora os três ajudem a carregar o Chris até o quarto de visitas.
-Alfredo: Aff.
-Chaz: Bora.
  Eles tentaram carregar o Chris, mas ele ficava se debatendo, enquanto isso, Justin falou comigo.
-Justin: Não gostei dessa ideia do Chris ficar na sua casa, você sabe que ele tava doido por você e agora que ele está bêbado.. é, ele pode tentar fazer alguma coisa com você.
  Achei lindo da parte do Justin se preocupar comigo, mas o Chris não tava em condições em fazer nada.
-Eu: Não vai acontecer nada, prometo. Eu tranco a porta do meu quarto.
-Justin: É melhor. Entenda, é que ... (silêncio)
-Eu: Te entendo (selando)
-Justin: Não quero que fique brava comigo por causa disso.
-Eu: Não to brava.
-Justin: Sério mesmo?!
-Eu: Para seu bobo.
  Alfredo e Chaz chegaram com o Chris do nosso lado, Chaz segurava os braços e Alfredo as pernas.
-Chaz: Então.. vão ficar aí namorando e deixando a gente segurando um bêbado?
-Eu: Calma, vou abrir a porta.
  Atravessamos a rua, abri a porta, os meninos entraram. Acendi a luz e pedi que eles subissem a escada e guiei eles até o quarto de visitas. Eles jogaram o Chris com tudo na cama, mas ele não sentiu nada e já tava dormindo.
-Alfredo: Ufa, finalmente.
-Justin: Vou ter que ir (Seu Apelido). Te amo. 
  Ele me abraçou e demos inicio a um beijo intenso. Só escutava o Alfredo e o Chaz frescando. Quando paramos, Chaz falou.
-Chaz: Cama bem aqui, viu?! Em pé é meio chato.
-Eu: Vai pra merda.
-Justin: Se bem que ... (olhar malicioso).
-Eu: Para de me olhar assim. E por favor vamos sair desse quarto, porque o Chris tá fedendo.
-Alfredo: Pior que é. 
  Saímos do quarto, descemos as escadas e levei-os até a porta.
-Eu: Tchau Fredo (abraçando).
-Alfredo: Tchau (saindo).
-Eu: Chaz, tchau.
-Chaz: Aff, nem um abraço?
-Eu: Você não merece. To brincando (abraçando)
-Chaz: To magoado. Tchau.
  Ficou só o Justin e eu lá. Ele comeceu a me fitar, sorriu, colocou a mão no meu rosto e me beijou. Tava quase sem fôlego, e paramos.
-Eu: Impressionante como as coisas acontecem tão rápido.
-Justin: Como assim? (me abraçando e olhando nos olhos)
-Eu: Você ainda não percebeu que esse dia foi super longo? 
-Justin: Sei lá.
-Eu: 1° a gente se viu no aeroporto. 2° depois você veio aqui em casa tomar banho de piscina. 3° você me acordou e fez cócegas em mim e 4° é.. a gente se beijou.
-Justin: Realmente foi um dia longo e com muitas coisas, mas não posso negar que me sinto atraído por você desde o primeiro dia que te vi.
-Eu: Desde naquele encontro no aeroporto de NY?
-Justin: Sim, eu sabia que você era a garota certa.
-Eu: Te amo.
-Justin: Te amo mais.
  Nos beijamos de novo, assim que terminamos, ele me selou e foi pra sua casa. Corri pra janela e fiquei observando ele, Justin não parava de sorrir, parecia um bobinho. E eu estava morrendo de tão feliz. Fiquei observando até quando ele entrou na sua casa, e fiquei dando pulinhos de felicidade. Subi as escadas, entrei no meu quarto e tranquei a porta. Queria ligar para a Caitlin, mas tinha medo de incomodá-la. Então tomei um banho rápido, tirei a maquiagem, e decidi entrar no twitter. Postei assim: ''Muito feliz hoje, melhor dia da minha vida''. Muitas pessoas vieram me perguntar por que e fiquei dando desculpas.. (i'm bad). Fechei o notebook, e deitei na cama. Não conseguia dormir, aquele dia foi longo demais. E as coisas aconteceram na hora certa. Tinha sido perfeito. Lembrava de cada detalhe. Atlanta realmente trouxe muitas felicidades. 


Continua...


Amores, tudo bem?? Então é isso, gostaram? Passei um bom tempo escrevendo esse capitulo, e espero que tenham gostado. Obrigada pelo comentário da IB. Realmente estou feliz. Comentem, please. Beijos (Aline)

segunda-feira, 5 de março de 2012

Someone Like You - Capítulo 17

  Bem pedimos nosso almoço super saudável, comemos e depois o pessoal resolveu ir embora. Me despedi de todos, e fui mexer um pouco no notebook. Fiquei conversando com umas amigas pelo msn, entrei no e vi que tinha ganhado alguns seguidores. Fui olhar, e entre eles estava o Justin. Nossa, eu fiquei tipo ''Como ele descobriu?" É ganhei alguns seguidores também. Fiquei tuitando sobre Atlanta e de repente, Lucas (ex ficante) veio falar comigo. Perguntou como eu estava, o que tava achando da nova cidade, disse que tava com saudades, enfim. Ele precisou sair, e então fechei o computador e fui assistir TV. Realmente nunca pensei que morar sozinha fosse tão entediante. Tinha nada, para fazer. Fiquei lá assistindo Glee. O tédio tava tão grande que adormeci no sofá. Acho que aproximadamente 2 horas depois, senti uma pessoa começou a fazer cafuné na minha cabeça. Dei um sorrisinho bobo.



  Não sei se é pq estava dormindo, mas acordei com um susto enorme.



  Quase caí do sofá, quando eu olhei pra pessoa, adivinha quem era? Sim, era o Justin. Mas como ele havia entrado ali?! (sentando no sofá novamente).
-Eu: Quer me matar? O que você tá fazendo aqui? Como entrou aqui? (falei eufórica)
-Justin: Calma, relaxa.
-Eu: COMO? Agora responde minhas perguntas.
-Justin: Uma por uma, vai manda.
-Eu: (risinhos) Ok, 1ª pergunta: Quer me matar?
-Justin: Ãnh? Não.
-Eu: Mas entrando na minha casa, fazendo cafuné, você com certeza não quer me matar. Conta outra.
-Justin: Quero matar não. Agora manda as outras perguntas.
-Eu: 2ª pergunta, érr.. esqueci! Droga. Lembrei: O que você tá fazendo aqui?
-Justin: Nem eu sei explicar, sei lá, tava entediado e queria te ver.
  Corei nessa hora, meu coração já estava saindo pela boca. Aliás, eu me tremo só de ver ele na minha frente.
-Eu: Aham.. (risos). Última pergunta, prometo.
-Justin: (risos) Ok, pode mandar ver.
-Eu: Como você entrou aqui?
-Justin: Longa história. Beem.. a porta estava fechada, então eu vi que a janela estava aberta e entrei.
-Eu: Ãnh? Que isso? Virou detetive.
-Justin: (risos) Claro que não, besta. Já disse porque eu estou aqui.
-Eu: Se você fosse mais legal não teria feito cafuné pra me matar de susto.
-Justin: Aham, vai bem dizer que não gostou.
  Érr.. O Justin estava certo, eu gostei, aliás, amei o cafuné. *-*
-Eu: Claro que não gostei. (tentei disfarçar)
-Justin: Aham, sei. (começou a me olhar de uma forma estranha, como se tivesse planejando alguma coisa).
-Eu: Por que você tá me olhando assim?
-Justin: Assim como?
-Eu: Parecendo que está criando um plano maligno.
-Justin: Mas eu estou criando.
-Eu: Ãnh?
  Mal terminei de falar, e o Justin rapidamente me agarrou e começou a fazer cócegas em mim. Eu ria feito uma louca, mas ele não parava, e ria junto comigo. Tava morrendo já, minha barriga ardia.
-Eu: PARA SEU MALUCO!!!!
-Justin: Agora sim, eu vou te matar.
  Ele meio que se levantou um pouco, e eu fiquei de barriga pro chão e com as mãos na cabeça, me protegendo como se ouvesse uma explosão. Então ele ficou em cima de mim e continuou com as cócegas. Dessa vez, eu estava quase morrendo mesmo, porque o Justin tava em cima de mim, ele tava me deixando sem ar. Consegui me virar e finalmente respirei.
-Eu: Pa.. para Justin. (disse ofegante)
-Justin: Você tá bem? (disse rindo e ainda em cima de mim)
-Eu: Não né?! Você em cima de mim, quase me matando quer o que?
-Justin: Desculpa, eu não queria fazer mal.
  Começei a fitá-lo. Seus olhos cor de mel eram penetrantes, fiquei hipnotizada. Não conseguia mais pensar em nada, além dele naquele momento. Senti seu rosto se aproximando. Minha respiração estava muito forte e eu podia sentir a dele também. Estávamos sintonizados. Seus lábios já estavam quase próximos dos meus. Foi meio lentamente. Fechei meus olhos. E de repente, fomos interrompidos.
-XxXxX: EPAAAAA!
  Tomamos um grande susto, Justin rapidamente saiu de cima de mim, e eu me levantei logo. Quando vimos, estava lá, Chaz, Alfredo e o Ryan.
-Justin: Pô, cara. Não grita desse jeito.
-Chaz: Existe CAMA pra que hein? Se bem que o ''Biebs'' tá bem rapidinho né?!
-Ryan: Imagine na ca...
  Não deixei Ryan completar a frase, fuzilei-o em minha mente. Como eles podem pensar que eu e o Justin estavámos ... é.
-Eu: Não aconteceu nada.
-Chaz: Minha querida, o fato de você estar no chão, o Justin em cima de você e quase se beijando, você quer que eu pense o que?
-Ryan: Tiramos até uma foto dessa cena. 
-Chaz: Querem ver?
  Ryan mostrou o celular, tentei pegar da mão dele, mas infelizmente não consegui.
-Eu: Apaga isso, por favor.
-Ryan: Não, não e não.
-Justin: Ei sério cara.
-Ryan: Nem pensar.
-Chaz: Sem mais, ninguém pega no celular do Ryan.
  Justin e eu bufamos ao mesmo tempo, e nos entreolhamos. Ok, aquilo estava bem desagradável.
-Alfredo: (Seu Nome) o fato é.. se lembra que eu chamei pra você ir com a gente em algum lugar hoje a noite?
-Eu: Lembro.
-Alfredo: Então.. é que eu ganhei umas cortesias pra ir numa super ''party'' com um dj's legais.
-Eu: É essa noite.
-Chaz: É.
-Alfredo: Então.. tem alguma coisa pra fazer?
-Eu: Nops. 
-Alfredo: Tá convidada então.
-Justin: Eu vou né?!
-Alfredo: Você já disse que ia. Por que tá perguntando que vai? Só pra (seu nome) ter mais um motivo pra ir?
  Sério, nessa hora, tive vontade de matar o Alfredo.
-Eu: Nada a ver.
-Ryan: Ahaaam.
-Chaz: É aahaaam.
  Nessa hora tive vontade que um terremoto acontecesse.
-Alfredo: Ok, a gente vai umas 20:00.
-Eu: Certo, são 18:30. Então vou me ajeitar logo.
-Todos: Tá.
  Andei e subi alguns degraus da escada, fiquei pensando ''tá porque eles ainda estão aqui?''
-Eu: Heey, vocês não vão se ajeitar não?!
-Chaz: Ah, é porque eu pensei que você ia se despedir da gente.
-Eu: Pra que? Daqui a uma hora vou ver vocês mesmo.
-Ryan: Aff. Bora gente.
-Alfredo: Vamos lá.
  Alfredo saiu primeiro, Ryan e Chaz foram depois. Ainda estava na escada, esperando que o Justin fosse embora. Passou 1 minuto e ele ainda estava lá me encarando. 
-Eu: Ãnh? Vai ficar me encarando mesmo? Por que você não vai embora?
-Justin: É pra mim ir embora?
-Eu: Não imagina.. é pra você tomar banho comigo.
-Justin: Sério (olhar malicioso)
-Eu: Claro que não. Você não vai pra festa, então..vai se arrumar.
-Justin: Ah é mesmo. Mas é porque eu tenho uma pergunta.
-Eu: Pode falar.
-Justin: Você gosta de meninos que usem muito perfume?
-Eu: Ãnh? Érr.. Sim. Mas por que?
-Justin: Por nada. E.. você gosta de qual sabor de pasta de dente, menta ou hortelã?
-Eu: Tem diferença?
-Justin: Claro que tem. Menta é mais forte (eu acho).
-Eu: Menta, então..
-Justin: Mais uma pergunta.
-Eu: Ahh fala logo, to com pressa e ainda preciso me arrumar.
-Justin: Tá estressadinha. Érr.. Você prefere cueca roxa ou preta?
  Fiquei tipo ''porra não acredito que escutei isso''. Decidi tomar providências.
-Eu: Por favor (descendo os degraus) vai embora. 
-Justin: Mas você nem respondeu minha pergunta. (disse indo pra porta)
-Eu: Seu filho da mãe, eu vou te matar se não sair daqui agora. (chegando na porta)
-Justin: Responde minha per..
  Não deixei terminar. Empurrei ele com toda minha força pra fora da minha casa.
-Eu: Vou trancar tudo, e ai de você se arrombar alguma coisa, passar bem.
-Justin: Ma..
  Fechei a porta na cara dele, e fiquei mais calma, após o stress. Andei e subi as escadas. Mas muitas coisas me intrigavam. Entrei no meu quarto e deitei na minha cama com muita força. Comecei a pensar milhares de coisas, e como tinham sido boas. O fato de eu acordar pelo cafuné do Justin, ele fazer cócegas em mim, de quase nos beijarmos, ele perguntar pra mim o que eu mais gostava em um garoto, enfim. Aquilo tudo me intrigava. Será que seria início de uma paixão? Não sei, estava confusa demais para saber alguma coisa. Após uns 15 minutos somente pensando nisso, resolvi tomar banho. Demorei 20 minutos, fiz uma chapinha improvisada, me maquiei e fui com essa roupa (escolha uma) e essa sandália .  Após algum tempo, a campainha toca, desci as escadas, abri a porta e vi que era o Justin. Ele nem esperou eu falar e já foi entrando.
-Justin: Tá linda (seu nome).
-Eu: Você também (disse com um tom sarcastico, pq ainda estava brava com ele).
  Ele me encarou, e eu também. Justin estava vestindo essa roupa (ignore esse cabelo, é a franjinha, ok?!). Como podia estar tão lindo?
-Justin: Então.. me desculpe, por tudo.
-Eu: Desculpas aceitas. Porque eu não gosto de brigar com meus amigos.
-Justin: Amigos?
  Fiquei pensando por que ele havia falado aquilo.
-Eu: É, porque somos inimigos?
-Justin: Não é nada. 
-Eu: Tá.. então.. gostei dessa roupa, tá com muito estilo.
-Justin: Obrigado, você está maravilhosa como sempre.
-Eu: Obrigada (disse corando).
-Justin: Então.. amigos de volta?
-Eu: (risinhos) Nunca deixamos.
-Justin: Sério, aperto de mãos?
-Eu: Ok.
  Apertei a mão dele, e o Justin me puxou pela cintura e me deu um beijo no rosto.




-Justin: Agora sim, amigos de volta.
-Eu: Pode crer, então cadê o pessoal?
-Justin: Ah, estão esperando no carro.
-Eu: Tá, então vamos. 
-Justin: Claro.
  Ele me abraçou pela cintura e fomos assim para o carro. Como tinha fumê, não consegui ver nada, mas quando o Justin abriu a porta pra mim, tomei um susto daqueles.
-Chaz, Ryan, Alfredo, Chris e Caitlin: HUUUUUUUM....
  Tá, eu sei, eles deveriam estar olhando para nós.
-Eu: Que foi?
-Alfredo: Não se faça de santinha, nós vimos você e o Justin se beijando.
-Eu: Ele que me beijou, e foi no rosto.
-Ryan: Começa assim, sabia?!
-Justin: Eu sei, agora, vamos.
-Eu: É bom. (disse entrando no carro).
-Chaz: Quer vir na frente não?!
-Eu: Por que?
-Chaz: Futura Sra Bieber precisa de um lugar adequado (rindo).
  Todos começaram a rir, exceto Justin e eu.
-Eu: To muito bem aqui atrás Chaz.
-Chaz: Owwh.. tem certeza?
-Eu: Tenho, agora, vamos por favor.
-Justin: Vamos.
  Estava do lado de Caitlin e ficamos conversando várias coisas, enquanto os garotos cantavam Baby super alto. Era divertido sair com eles.

Continua...


Olá amores. Esse capítulo ficou meio pequeno, mas é pq minha mãe, deixou passar pouco tempo no computador. Prometo continuar o mais rápido possível. Desculpa a demora nas postagens, mas tá dificil, minha escola é chata, e toda sexta tem prova. E não posso tirar notas baixas. Peço desculpas mesmo. Vou tentar postar com mais frequência. Beijos (Aline)